segunda-feira, julho 28, 2008

Saudade, nostalgia...


Sempre escutei falar por terceiros, que quando perdemos alguém que amamos muito... quando vão para outra dimensão que até hoje não sabemos quase nada como é isto tudo... com o tempo a dor da perda vai diminuindo, discordo completamente, pois meu querido pai... se foi há quase 1 ano, sinto tanto a sua falta que chego a ficar sem chão, sem ar, enfim, somente saberá o que isto tudo quem já perdeu alguém muito estimado...

Posso dizer que vou aprendendo a aceitar a sua ausência, pois só assim a minha vida terá mais sentido...é o que sinto e acho, cada um sente sua dores e angústias de diversas formas, eu particularmente, sinto assim...

Acredito que em alguns momentos de minha vida na terra, ele estava ao meu lado... e estará ao meu lado e de todos aquele que amava, mas isto é um tema ainda polêmico...

4 comentários:

Andanhos disse...

Concordo com você: não é que a dor diminua, mas que se aprenda a viver sem a presença física da pessoa querida. Sentimos saudades, mas, de certa forma, sabemos que essas pessoas continuam perto de nós.
Beijos.

mô. disse...

De fato, só quem perdeu sabe como é a dor. E também não acho que a dor passe, mas de certa forma aprendemos a conviver com a ausência da pessoa. ;x


:*

bela disse...

Gracias por tu comment. Saudade siempre me ha parecido una palabra preciosa, a pesar de su significado. Besos.
:)

Natinha Sensei disse...

Pois é, na verdade acho que não nos preparamos para a morte, em qualquer circunstância não a aceitamos.
A saudade só aumenta.
Perdi meu querido marido há 6 meses e também me sinto sem chão, sem ar, isso tudo...
Quanto a ter sua presença, disso não duvido, ele nunca me abandonou em vida, não seria diferente agora.
A vida é tão perfeita, não faria sentido que tudo se acabasse em questão de segundos.
Força!
Lute para ter a melhor vida possível, porque ela é a única coisa que realmente te pertence e não há como saber até quando.